segunda-feira, 7 de dezembro de 2009

TRIBUTO


Senhora, parte de minha vida.

Interessa-me dizer-te que não
És somente a mãe dos meus filhos.
Entendeste, mamãe ?

Levaste meu nome para que eu
Possa sempre ser levado à bordo
Do teu coração, por onde fores,
Pelas viagens da vida.

Vejo em ti - amada - o perfume
Da sinceridade do amor, da
Compreensão ... adjetivos que
Enobrecem e enfeitam o jardim
Da tua alma.

Inversão de valores, na nossa
Caminhada conjugal, não existe.
Porque foi planejada pelo Nosso
Senhor Jesus Cristo.

Ah, minha amada esposa-mãe !
Como é bom pensar com os teus
Pensamentos e andar com os teus
Pés !

Oh ! Como sou feliz !...


Jayme Salema / 1987



Poema à minha esposa Sylvia.
Dia das mães / 1987

Um comentário:

  1. Oi vovô
    muito criativo e amoroso adorei

    beijos da sua netinha

    ResponderExcluir